Cultura Literária no Período Colonial Brasileiro

Professor : Manoel Ricardo de Lima

Ementa

A cultura literária no Brasil Colônia, enfocando as relações entre cultura e sociedade, metrópole e colônia, cultura americana e modelos europeus, e os textos produzidos, o cânone, os gêneros e práticas dominantes, as formas de debate e circulação de idéias e os dispositivos institucionais que caracterizariam a vida cultural desde o século XVI até o século XVIII. Cultura e Colonização. O relato de viagem, o sermão, as cartas, diálogos e tratados descritivos. Os viajantes estrangeiros. A relação entre cultura e Igreja. Anchieta, Nóbrega. Os autos coloniais. As manifestações artísticas e teatrais no período colonial. O Barroco. Botelho de Oliveira, Gregório de Matos, Vieira. As festas barrocas. A Ilustração. O ciclo do ouro e a poesia neoclássica. Os poemas narrativos de Basílio da Gama e Santa Rita Durão, as academias, a poesia endereçada. Os árcades e a Inconfidência Mineira. A sátira e a autoconsciência literária. O Sapateiro Silva. As Cartas Chilenas.

Objetivos

Fazer uma reflexão sobre o universo da cultura e da literatura no processo de colonização do Brasil. A cultura ameríndia e a cultura européia: os choques inevitáveis. Pensar o sentido da “expressão artística” para os povos que aqui estavam e para os portugueses que os colonizaram. Que elementos modificaram as formas de uma e outra, como conviveram, o que permanece como resíduo, o que fundamenta, nesse choque, uma idéia inicial de “brasilidade”. Abordar criticamente a produção escrita das primeiras visões do Brasil, as narrativas e diálogos sobre a terra, a literatura jesuítica, a inserção dos estilos europeus – maneirismo, barroco, rococó, arcadismo – na colônia. Entender os impasses sincrônicos das origens da literatura brasileira, as posturas das primeiras antologias canônicas, as idéias de Antonio Candido, de Haroldo de Campos sobre o tema; e, ainda, a perspectiva de releitura criativa da produção literária colonial dos nacionalismos modernistas. O modo de abordar tais questões se dará por meio de aulas expositivas, leituras de trechos de obras literárias, apresentação de filmes, peças de teatro e canções populares.

Conteúdo Programático

  1. Os começos de uma cena de leitura através da etnografia estrangeira: relatos de viagem, os sermões, as cartas, os diálogos, os tratados descritivos.
  2. A gramatologia de Anchieta, o auto e o pensamento colonial.
  3. O gesto barroco: as sobras de Botelho de Oliveira; a convicção de Gregório de Matos: formação e sequestro.
  4. Poesia, ouro e formação nacional: Ilustração e academia, poesia endereçada, a sátira
  5. O poema como uma comunidade: o arcadismo e a inconfidência mineira, a autoconsciência literária
  6. Campo e cidade, metrópole e colônia: a cultura literária brasileira diante do tempo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s